quinta-feira, 13 de maio de 2010

Boas vindas

Eu tinha que contar sobre minha empolgação por participar dessa Geléia e ser, por ora, a única ingredienta feminina. Nunca sei o que isso significa, mas deve significar. Há tempos desejo entrar na blogosfera e já me aventuro num projeto delicioso com uma amiga, Letícia Gregório Canelas, o Zona de História Autônoma Temporária-Não lugar de tempo algum do qual, até hoje, participei apenas mentalmente. Aliás, somos historiadoras de paixão e formação.
Aproveito para agradecer o convite do Bernardo Cotrim a quem chamo de “historiador de meia pataca” há uns dez anos e que me enquadra todas as vezes que desvios libertários me levam a alucinação. O que ele esqueceu de dizer na singela bio é que, além de não gostar e de não entender de futebol, não tenho o menor senso de humor e posso chegar ao cúmulo de explicar piada. (E é o que farei em seguida.)
Aqui espero dar vazão à paixão, já que em 2010 teremos as eleições mais quentes e disputadas desde 1989. Espero, no Geléia, explicar e entender minhas opiniões, aquelas que já venho difundindo há meses em formato de pios.

7 comentários:

Mel disse...

Ai GaluA, n tenho como n te dar uma ibopA! LU-XA!

Samuc disse...

É isso aí, luxíssima!

Bernardo Cotrim disse...

A Glaucia dobrou nossa audiência! Gol de placa! hehehe

André Casotti Louzada disse...

Bem-vinda Gláucia!
Já chegou aumentando a audiência do Geléia!

Letícia disse...

Galooooshuósa

Glaucia disse...

Brigada pela IBOPA, turma. Essa Geléia tava precisando de purpurina mesmo! Aliás, minha referência apareceu por aqui: Mel, a filosófa ubber-contemporânea que me ensinou a novilingua feminil!

Miguel disse...

Bem vinda, Glaucia. Realmente aumentou nossa audiência. de 3 pra 6 espectadores, rsrs